Mulher de Gugu tem pensão reduzida de R$ 100 mil para R$ 42 mil

Compartilhe!

Mulher do apresentador Gugu Liberato, a médica Rose Miriam di Matteo perdeu na Justiça o direito a receber uma pensão total de R$ 100 mil. O desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo Galdino Toledo assinou documento que cassa a decisão. A partir de agora, ela receberá US$ 10 mil (R$ 42 mil). Ainda cabe recurso da decisão, e Rose, por meio de seus advogados, deverá fazê-lo. A decisão foi proferida na tarde desta quarta-feira (5). O dinheiro será usado para os gastos com os filhos que ainda moram nos Estados Unidos.

De acordo com o advogado de Rose, Nelson Wilians, a decisão não é uma derrota. “Derrota seria o Magistrado dizer que não haveria direito a nenhuma pensão. Isso apenas quer dizer que o juiz entendeu que, por hora, US$ 10 mil bastam, e Rose, uma vez obtendo o direito a meação, terá direito a 50% de tudo. Não tenho dúvida nenhuma que ela tem esse direito”, afirma.

Mãe do apresentador x Rose Miriam

A mãe do apresentador, Maria do Céu, 90, ainda sente demais a morte dele, após um acidente em sua casa, nos Estados Unidos. De acordo com ela, sua família foi desmoronada, sobretudo por conta da atitude da esposa de Gugu, Rose Miriam, de entrar na Justiça para travar uma batalha pela herança. “Nunca vou perdoar a Rose por ter mentido para mim, dizendo que iria fazer um retiro religioso enquanto largou meus netos sozinhos nos Estados Unidos para vir ao Brasil armar essa briga na Justiça”, comentou ela em entrevista à revista Veja.

Maria do Céu falou ainda sobre sua relação com Rose Miriam. Segundo Maria, Gugu e Rose “nunca tiveram nada um com o outro”, mas ela sempre foi atendida quanto à questão financeira. “Tudo que ela pedia, ele dava. Não era só pra ele, era para a família inteira. Ela tem uma bela de uma casa aqui em Alphaville. Quando ela vinha pra cá, ela tinha o dinheiro que ela queria para fazer o que ela queria”, disse Maria em uma entrevista exibida pelo Fantástico (Globo). “Quando ela vinha para cá, ela tinha dinheiro para fazer o que queria […] Eu rezo para que tudo volte ao normal”.

DN


Compartilhe!

Comente com Facebook

Visitantes

19201845