Ceará fez seu melhor jogo do ano e poderia ter goleado o Vitória

Compartilhe!

Ceará venceu o Vitória por 1 a 0, mas poderia, tranquilamente, ter goleado por 4 ou 5. Não é nenhum exagero considerando a quantidade de oportunidades claras de gol que o Alvinegro criou no jogo de ida da 3ª fase da Copa do Brasil, na noite desta quinta-feira (12).

Foi o melhor jogo do Ceará no ano. Com intensidade, organização, compactação, jogadas pelos dois lados e infiltrações, o Alvinegro amassou o adversário no primeiro tempo. Fez isso por apresentar o que o torcedor tanto cobra: imposição e protagonismo. Muito por conta de uma postura mais intensa e ativa.

Só nos 45 minutos iniciais, poderia ter construído vantagem de uns 3 gols. O goleiro Lucas Arcanjo e a falta de pontaria impediram. No segundo tempo, também teve as melhores chances. O time baiano resumiu-se a uma única oportunidade que Samuel Xavier tirou em cima da linha.

Isso tudo foi enquanto o gramado da Arena Castelão deixou. A partir dos 10 minutos do 2º tempo, quando a chuva apertou, o campo ficou quase impraticável e dificulta qualquer análise.

A atuação do Ceará anima o seu torcedor pelo fato que o time, de fato, jogou bem. É perceptível a evolução no comando de Enderson Moreira. É uma equipe com mais ideias, com uma proposta de jogo, que busca ofensividade e, apesar do pouco tempo (um mês, com jogos meio e fim de semana, sem semana cheia para trabalhar) consegue apresentar melhoras.

Mas é preciso um alerta: os erros nas finalizações persistem e, em algum momento, podem custar caro (como custaram a Enderson na Série A do ano passado, quando o time jogava bem, criava muito, mas não vencia).

É possível também apontar os principais destaques individuais.

DN


Compartilhe!

Comente com Facebook

Visitantes

19206205