Sobe para 20 o número de casos confirmados de coronavírus no Ceará, segundo a Sesa

Compartilhe!

Subiu para 20 o número de casos confirmados de coronavírus no Ceará, segundo boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde (Sesa), divulgado nesta quarta-feira (18). Nesta terça (17) eram 11 confirmações. Os três primeiros casos foram confirmados no domingo (15).

O boletim de hoje afirma que são 17 casos de residentes em Fortaleza, um em Aquiraz e um em Sobral, além de um residente de São Paulo, que foi diagnosticado no Ceará e já constava no boletim anterior. A Sesa divulgou também que são 259 casos em investigação e 111 já foram descartados.

Ministério da Saúde informou que há 290 casos confirmados no país – os pacientes do Ceará não estão todos neste balanço. O estado de São Paulo soma quatro mortes, conforme a secretaria estadual da saúde. Os pacientes sob suspeita de contágio passaram de 2.064 nesta segunda para 8.819 nesta terça no país.

O governador do Ceará, Camilo Santana, pediu aos cearenses que se isolem socialmente até o domingo (22), como estratégia para evitar a proliferação do novo coronavírus no Estado. “Meu apelo é que todos permaneçam em casa nos próximos quatro dias”, disse em uma live em suas redes sociais no início da tarde desta quarta-feira (18).

Novas ações no combate à pandemia no Ceará também foram anunciadas por Santana, entre elas a autorização para a Secretaria da Saúde comprar ou alugar 600 novas UTIs para ampliar o atendimento em unidades públicas de saúde, incluindo respiradores, camas, entre outros.

“Vamos quase que dobrar nossa capacidade de atendimento. É a retaguarda para receber aqueles casos mais graves”, disse.

O Governo do Estado também requisitou de 100 mil máscaras e 400 mil litros de álcool gel pra atender a população nas unidades públicas de saúde, afirmou Camilo.

Outra ação, segundo o governador, é a compra de 10 mil kits de teste rápido para detectar o novo coronavírus.

TIRA-DÚVIDAS

Foram disponibilizados canais de informação para que a população tire dúvidas sobre o novo coronavírus e também para esclarecer os profissionais de saúde. As centrais de atendimento vão funcionar das 7h às 19h, de domingo a domingo, segundo a Sesa.

Os telefones destinados são:

  • 85 3219 5973
  • 85 3219 8582
  • 85 9 8439 0422

Os números disponibilizados para sanar dúvidas dos profissionais de saúde são:

  • 85 3101 4860
  • 85 98724 0455

Governo do Estado e Prefeitura decretaram situação de emergência em saúde pública e suspensão de diversas atividades e eventos como:

  • Suspensão das aulas presenciais em todas as escolas da rede públicas no período de 20 a 31 de março;
  • Proibição de eventos que reúnem público superior a 100 pessoas;
  • Eventos esportivos em Fortaleza somente poderão ocorrer com portões fechados;
  • Higienização com água sanitária e álcool em todas as superfícies dos transportes coletivos;
  • Envio de ofício à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) solicitando a suspensão de voos internacionais para o Ceará;
  • Suspensão de férias de profissionais de saúde.

Em entrevista ao Sistema Verdes Mares nesta quarta-feira (18), o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, garantiu que os postos de saúde da Capital devem ganhar um reforço de 255 médicos para ajudar no combate à doença.

Roberto Cláudio reforçou ainda que as seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) que existem na Capital e o Hospital São José trabalham na realização de exames para detectar o coronavírus. Os exames são direcionados para pacientes dentro do grupo de risco, segundo o prefeito.

TRANSMISSÃO E CUIDADOS

O novo vírus é transmitido por vias respiratórias, pelo ar, e por gotículas de saliva que saem em um espirro ou tosse, por exemplo, e também podem ser transferidas por contato físico ou superfícies contaminadas.

INFOGRÁFICO: Nº DE CASOS CONFIRMADOS

SINTOMAS

Os principais sintomas são tosse seca, febre e cansaço. Algumas pessoas podem sentir dores no corpo, inflamação na garganta, congestionamento nasal e diarreia.

PREVENÇÃO

As pessoas devem ter cuidado com a higienização das mãos e evitar tocar mucosas do olho, nariz e boca.

DN


Compartilhe!

Comente com Facebook

Visitantes

19204631